15. “Sabendo que as mesmas aflições se cumprem entre os vossos irmãos no mundo”

Qual o peso dessas palavras? Grande. Não precisamos ensinar ninguém a se sentir melhor olhando para o lado. Olhamos, alguém passando fome, então você tem que ficar feliz porque você tem moradia, tem comida. E, claro, podemos ser agradecidos, mas não precisamos olhar para o lado. Nunca devemos nos alegrar pela tristeza do outro, pelo que o outro não tem, não cabe a nós julgar o próximo para nos sentirmos bem. E é o que as notícias fazem, é o que tanta coisa no mundo nos faz fazer: olhar para o lado.

Então, esse instar da palavra do início é para que a gente saiba que Deus está cuidando de cada um à sua maneira, dando a cada um conforme o que é devido segundo Deus, não conforme merecimento, mas segundo Deus entende por melhor, ou seja, exatamente o melhor. Então, nós temos legitimidade para olhar para os outros com benignidade, podendo confortá-los ao passar pelas mesmas aflições, podendo cuidar ao conhecer o caminho de Deus. E, conforme o contexto dessa palavra, perseverar no Senhor, sabendo que as mesmas aflições estão se cumprindo entre nossos irmãos no mundo. Então, conforme Deus dá a eles que podem, assim nós também somos capacitados a poder, poder suportar nosso fardo e encorajar os irmãos em suas cargas também.



Crédito sonoro: som de erro > unadamlar (freesound.org, sound 476177)

 

Link do mp3: Ep. 15

(Não teremos mais link para o esboço textual; o texto que houver aqui estará.)

Comentários

Episódios mais visitados

00. A Bíblia para Mim - Teaser (trailer)

11. Jesus Cristo: O cabeça e A cabeça

07. Deus, o Deus de Israel